Tribuna 22/04/2013 PDF Imprimir E-mail

Tribuna da Câmara de Vereadores de Estrela

 

Felipe Schossler (PPS) – Cumprimentou a todos. Iniciou fazendo referência ao projeto de um senador que pedia o fim do subsidio dos vereadores em municípios com menos de 50 mil habitantes. Este projeto foi retirado e o vereador questionou se a retirada do projeto tem ligação com o fato de os vereadores serem importantes para pedir votos nas eleições do próximo ano. Lamentou a anunciada greve dos professores.  Desejou que CPERGS e Governo do Estado se acertem e evitem a greve. Relatou que em conversas com professores tomou conhecimento dos investimentos do governo em infraestrutura, mas segundo Schossler não há a devida valorização do professor. Falou sobre uma lei que extingue os partidos ditos pequenos, referindo-se ao seu próprio partido, que se fundiu em nível nacional com o PMN. Reclamou que esse projeto foi orquestrado pelo governo federal para coibir o surgimento de novas lideranças. Convidou possíveis interessados em se filiar ao novo partido MD – Movimento Democrático. Propondo uma reflexão sobre oportunidades dadas a pequenos partidos, traçando um paralelo com grandes personalidades do esporte. Citou o inicio dos jogos intercomunitários, apontou que há denúncias de que uma comunidade foi “esquecida” destes jogos.

 

Lorena Hauschild (PR) – Cumprimentou a todos. Falou inicialmente do crescimento da quantidade de veículos no município e as poucas vagas de estacionamento, o que resulta em dificuldades para motoristas estacionarem, principalmente na região central. Falou que em muitos casos motoqueiros estão estacionando em vagas de carros, e a vereadora sugeriu um estudo que reorganize as vagas de estacionamento, distribuindo espaços tanto para carros como para motos. Lembrou que para o futuro, a tendência é que a demanda por vagas de estacionamento aumentem. Citou reunião com o prefeito na semana anterior, em que um dos principais fatores discutidos foi a situação da Cascata Santa Rita, para qual o prefeito manifestou o interesse de buscar empresários interessados em tornar este local em um ponto turístico. Hauschild falou sobre a necessidade de a administração atentar para os acúmulos de lenhas às margens das estradas no interior, pois além de prejudicar o trânsito, esta prática estaria infringindo o código de posturas do município.

 

Andréas Hamester (PP) – Cumprimentou a todos. Falou sobre os projetos de auxilio tanto para o Hospital Estrela quanto para a AEPA. Afirmou que ambas as entidades prestam o trabalho de salvar vidas. Disse que desde o inicio do ano, oito vereadores já falaram sobre a situação atual do trânsito estrelense. Citou três pontos cruciais, na Avenida Rio Branco, na Cel Mussnich, em frente ao edifício do IPÊ, e por fim a rótula em frente ao supermercado STR, que seria os principais gargalos do trânsito na cidade. Hamester disse que é preciso fazer um estudo amplo para melhorar todo o trânsito e não somente questões pontuais. Falou sobre a reunião de seu partido em preparação à convenção municipal. Fez uma reflexão sobre a importância de não se confundir política com politicagem. Ressaltou que a política precisa de pessoas competentes e honestas.

 

Gerson Adriano da Silva (PT) – Cumprimentou a todos. Falou sobre o projeto que prevê a implantação de dois núcleos do Projeto Segundo Tempo, de incentivo á pratica do esporte, ressaltando que o esporte é importante tanto para a parte física quanto para a formação do caráter. Falou também sobre o projeto de incentivo à AEPA, ONG que recolhe animais abandonados na cidade. No mesmo caminho, Silva ressaltou que gosta de animais, mas que é preciso que os donos de cachorros respeitem a Lei quando saírem para passear com seus animais, para evitar acidentes, como mordidas, pois o vereador lembrou que o animal age muitas vezes por instinto. Pediu a população que atente para essas regras.

 

Luiz Fernando Schneider (PMDB) – Cumprimentou a todos. Iniciou elogiando a sra. Elisa, que procurou o vereador nos primórdios dos trabalhos da AEPA, há sete anos. Lembrou que mesmo na condição de oposicionista, levou a demanda ao Poder Executivo da época, que se mostrou indiferente à questão. Ressaltou que a atual administração teve esta sensibilidade, e encaminhou projeto de auxílio. Lembrou da luta do vereador Andréas em prol da instituição AEPA e dos defensores dos animais. Disse estar certo que este será aprovado por unanimidade. Lembrou das palavras da diretora do Hospital Estrela sobre a avaliação do atendimento. Questionou que ainda existem muitas reclamações. Em aparte o vereador Élio Kunzler ressaltou que o atendimento ainda é deficitário. Schneider falou sobre a dificuldade de encontrar médicos para atender, e reiterou que valor a ser repassado ao hospital supera os R$1,8 milhão. Em resposta ao questionamento do vereador Paulão na ultima sessão, esclareceu onde serão colocados os profissionais da saúde, cujas contratações foram autorizadas pelo Poder Legislativo.

 

Paulo Floriano Scheeren (PPS) – Cumprimentou a todos. Falou sobre os projetos de incentivo ao Hospital Estrela e para a AEPA. Cumprimentou um casal que compareceu a todas as sessões deste ano. Falando sobre a sessão anterior, lembrou do projeto que autoriza a compra de maquinário, manifestando preocupação com os gastos que isso pode gerar. Sobre o projeto de contratação de um engenheiro de agronomia, se sugeriu que profissionais recém-formados também sejam contratados. Scheeren afirmou que a secretaria de Esportes e Lazer cancelou a edição deste ano do projeto Bombeiros Mirins, que tirava as crianças do perigo das drogas. Em aparte, o vereador Andréas afirmou que o projeto dos bombeiros mirins será incorporado em uma iniciativa mais ampla. Scheeren afirmou que os jogos intercomunitários são uma iniciativa muito boa, mas reafirmou que uma comunidade foi esquecida. Em aparte o vereador Ernani de Castro disse que também foi procurado pela população e buscou informações junto ao Poder Executivo, onde descobriu que foram feitas duas reuniões e esta comunidade não compareceu.

 

Ernani de Castro (PMDB) – Cumprimentou a todos. Falou sobre os locais onde antes havia os controladores eletrônicos de velocidade e sugeriu que nestes espaços sejam colocados redutores de velocidade, ideia que foi bem recebida pelos munícipes com quem o vereador falou. Ressaltou que mais importante que medidas de redução de velocidade é preciso bom senso dos motoristas. Falou sobre visita à localidade de Vila Teresa, no bairro das Indústrias, na qual foi acompanhado do chefe da Defesa Civil, para avaliar a situação de moradias em áreas alagáveis e que não têm acesso às ruas.

Ressaltou que é necessário investigar como foram autorizadas as edificações em áreas como esta. Elogiou a empresa que está realizando a limpesa das ruas na cidade, pois o trabalho está sendo bem feito. Castro ainda falou sobre os jogos intercomunitários, citando mais uma vez que a comunidade, dita esquecida, na verdade não compareceu nas reuniões.

 

José Itamar Alves (PTB) – Cumprimentou a todos. Falou sobre o pouco envolvimento da população na política. Disse que a legislação muitas vezes privilegia os “grandes”. Ressaltou que lideranças que assumem cargos, seja na administração ou mesmo nas comunidades, são vistos como corruptos. Ressaltou que o próximo ano é de eleição, e lembrou que muitas vezes os deputados são totalmente acessíveis na campanha, e após o pleito não são mais encontrados pela população. Citou o projeto de sua autoria que extingue o recesso parlamentar no primeiro ano, e reclamou que mesmo os projetos positivos não tem a devida repercussão na imprensa. Em aparte, o vereador Élio Kunzler disse que é favorável à extinção de todos os recessos parlamentares ao longo do mandato. O Vereador Alves discorreu sobre as reclamações quanto ao atendimento no Hospital Estrela, onde há sim, segundo Alves, bom atendimento de alguns profissionais, mas por outro lado também existem problemas. Sugeriu que se faça uma reunião com o prefeito, vice, secretário de obras e departamento de trânsito para tratas dos problemas da malha viária do município. Encerrou convidando os filiados do seu partido para a convenção municipal.